Rally Fotográfico

Criado pela mObgraphia, este conceito de passeio fotografico traz alguns diferenciais para os participantes que terão que se organizar com variáveis como: comunicação, liderança, espírito de equipe, administração do tempo no percurso obrigatório, tema e qualidade fotográfica.

De maneira coletiva, o grupo faz sua própria seleção anterior e escolhe uma foto a ser postada numa hashtag específica no instagram para avaliação e debriefing, onde a experiência será debatida e os

aprendizados compartilhados.

 mohgrphia1

 

FACILITADORES

 

  • CADU LEMOS:

Sua história com-194-2-Editar s a fotografia começou nos anos 70 como aprendiz de Luis Humberto (fotógrafo, arquiteto,  fundador da UnB) em Brasilia.

Com 17 anos, premiado no concurso do IAB, participou da primeira exposição coletiva e teve uma de suas imagens escolhidas impressa no anuário do Instituto dos Arquitetos do Brasil.

Sua carreira acabou mudando um pouco de rumo nessa área e quase 30 anos depois,  voltou pelo caminho do digital, com 2 livros prontos e um novo projeto em andamento.

Atua como coach e consultor de trabalho em equipe no mundo corporativo e tem aplicado a fotografia em workshops, vivências e treinamentos.

 

  • RICARDO ROJAS:

Nascido em 1965, Ricardo da Silva Rojas foi criado na cidade de São Paulo. Descendente de uruguaios por parte de pai e libaneses por parte de mãe, começou a se interessar por fotografia ainda adolescente. Já com 18 anos começa a comercializar seus trabalhos fotográficos, mais especificamente fotos de surfe, realizando seus primeiros ensaios e trabalhos de assistente com a artista plástica Gilda Mattar.

Em 1988 realiza sua primeira exposição, “Movimento do Esporte”, a convide do Esporte Clube Pinheiros. Durante a exposição, a convite da Editora Abril, passa a integrar o quadro de assistentes do então Estúdio Abril. No início de 1990, parte para Londres e trabalha como assistente no Park Shot Company retornando ao Brasil em 1991. Sua segunda exposição, “Piercing”, acontece em 1998, uma coletiva realizada no MIS (Museu da Imagem e do Som).

Em 2002, criou o departamento de fotografia da agência de publicidade DM9DDB, onde permaneceu por 5 anos. Em 2003 desenvolveu seu terceiro trabalho autoral, “Essência Feminina”. Fotógrafo publicitário premiado, realiza em 2007 seu trabalho de maior repercussão, “Família Real, Olhar Virtual”, compartilhado pelo olhar de suas filhas é exposto na Pinacoteca de S.Paulo.

Atualmente Ricardo Rojas desenvolve trabalhos autorais de captação de imagens com celular , é parceiro da mObgraphia e atua como fotógrafo integrante do “INSIDE OUT PROJECT” , uma  organização não governamental  em comunidades carentes e prepara seu primeiro livro “a nova cara da 3a. idade”.

Mecânica

  •  Equipe de participantes pré-definidos e identificados pela área, portando seus celulares.
  • Abertura – briefing de contextualização e algumas informações técnicas
  • As equipes receberão instruções e um mapa com passagem obrigatória. De forma coletiva o grupo cria estratégias e ações coordenadas para cumprir o roteiro no tempo pré-estabelecido (rally de regularidade)
  • Os locais de passagem obrigatória devem ser registrados por um dos membros da equipe (com um aparelho apenas para esse propósito) enquanto os demais aparelhos usados pelo grupo, serão utilizados para cumprir adequação ao tema. Todos deverão retornar juntos ao posto de controle. Neste momento as passagens pelos locais serão conferidas pela organização
  • Voltam para sala para escolher 3 imagens que contenham o tema proposto de maneira criativa e qualidade da imagem
  • As equipes postam as 3 imagens escolhidas para o hashtag pré-definido no Instagram 
  • Os consultores/fotógrafos organizam uma apresentação do resultado do trabalho de todos, com comentários, e escolhem uma foto por grupo para exposição após o evento.
  • Inicio do debriefing –grupos trabalham com debriefing matricial (insights, fatos, sensações, ação futura) e compartilham na sequencia por sorteio ou indicação
  • Fechamento

mohgraphia 2

Mantendo a memória –  Exposição Pós Evento

  • O resultado do trabalho é um excelente oportunidade para rememorar os compromissos e aprendizados
  • Recomendamos uma exposição aberta, como evento marcante posterior à confraternização e integração
  • Cada grupo será representado por uma imagem escolhida pela mObgraphia, produzida em metacrilato tamanho 30×30 e cada participante receberá um metacrilato com sua foto.

mohgraphia 3

TOP