Kantek

Mestre em ciências da Adminstração, atuou por muitos anos como executivo de organizações nacionais e multinacionais de grande porte. Mas foi depois de sua aposentadoria que pode dedicar-se ao que mais gosta:  Aventuras nas altas montanhas e Gastronomia.

Atualmente é palestrante, chef de cozinha e consultor de empresas.

Como palestrante trabalha em parceria com a Palestrarte, fazendo palestras que despertam os sonhos e paixões nas pessoas através de contos de aventuras nas montanhas, vividas em cada expedição.

Como chef de cozinha e consultor tem a sua própria empresa, a Kantek Consultoria e Gastronomia.

No dia a dia gosta de praticar a gestão da empresa em todos seus aspectos e uma vez por ano aproveita as férias para escalar altlivro kantekas montanhas, tendo já conquistado entre outras o Aconcágua (Argentina), o Pequeno Alpamayo (Bolívia), o Pisco (Perú) e o Mont Blanc (França). Estas escaladas só são possíveis através de um planejamento minucioso e muito treino diário para estar apto a escalar.

Tem um sonho que pretende realizar antes de completar 70 anos, que é o de escalar a montanha mais alta da Terra: o Everest.

Quando conquistou o Aconcágua pela primeira vez, escreveu o livro “O Caminho da Conquista”, e está agora escrevendo um novo livro aonde irá relatar todas as suas conquista…

Palestras

• O FATOR ACONCÁGUA: Todos tem o próprio Aconcágua para escalar

O Aconcágua é como a vida: Desistir não é uma opção!
Naturalmente estamos falando do Aconcágua de cada um. Não da maior montanha da face da terra no hemisfério Sul, mas dos desafios de cada um. Todos, sem exceção devemos ter um propósito na nossa vida e este propósito é constituído de pequenos e grandes projetos, que devem ser conquistados um a um, como um alpinista conquista as montanhas.

Traçando um paralelo entre escalar uma grande montanha e vencer um grande desafio, J. Kantek, através de sua experiência como alpinista e executivo, mostra como devemos proceder para sermos vitoriosos.

Fácil não é… mas é possível!

Nesta palestra serão discutidos os aspectos de planejamento estratégico, superação e resultados, de liderança, de trabalho em equipe nos cenários adversos e a necessidade de tomar decisões, mesmo sem ter a informação completa e de foco nos negócios. Será visto o poder da paixão e a força que ela exerce na nossa vida.

Como no mundo dos negócios, os vencedores são aqueles que sabem superar os desafios e tem a determinação para inclusive doar-se completamente. E são estes gestores que através de sua determinação e liderança, fazem com que o ambiente nas empresas que atuam seja dinâmico, acolhedor, propicio ao aprendizado contínuo, aonde todos possam crescer junto com a organização.
Tanto na vida profissional como na vida particular, só realizamos nossos sonhos se tivermos paixão pelo que fazemos. Devemos pois conhecer e desenvolver nossas paixões, pois só assim seremos felizes.

Basicamente a palestra está assim dividida:

O Fator Aconcágua. Esta palestra supõe que você não planeje fazer uma rápida escalada ao Aconcágua, ou nem mesmo vá ao Aconcágua. Esta não é uma palestra que trata da habilidade de escalar montanhas. O Aconcágua servirá apenas de metáfora, pois acreditamos que todos nós temos um Aconcágua para escalar em nossas vidas.

Como a montanha mais alta do mundo no hemisfério Sul, o Aconcágua representa o objetivo mais ousado que podemos estabelecer em dado momento.

Como conseguir isto? Através do Desempenho máximo, que consiste em saúde, alimentação, boa forma e comportamento equilibrados.

Escalando o Aconcágua se divide em três etapas:

  1. Treinamento e preparação para a escalada.
  2. Construção do Acampamento-base. Criação da equipe de apoio e definição e busca dos equipamentos para levar na mochila.
  3. Subida ao topo. Aprendizado de uma variedade de ferramentas práticas para superar quaisquer obstáculos que possam bloquear seu caminho rumo ao topo.

Como resultado prático desta palestra poderemos:

  • Perceber a relação entre a boa nutrição e boa saúde e habilidade de estabelecer e alcançar objetivos realistas.
  • Aprender a identificar e distinguir os pensamentos tóxicos e os processos inconscientes que resultam na perda de fé em si mesmo e na sabotagem dos próprios planos.
  • Descobrir o que fazer, caso se perca, se descubra desencorajado ou tenha que enfrentar imprevistos durante a escalada, bem como aprender a pedir apoio.
  • Descobrir o próprio segredo para manter o desempenho máximo e chegar ao topo da montanha – atingir o objetivo – e como descer graciosamente a montanha, para então poder enfrentar outra…
  • Descobrir quais são nossas paixões e viver intensamente, entendendo que tudo que fazemos com paixão nos dá prazer.

 

• OS DOZE PRINCÍPIOS DA EXCELÊNCIA EM GESTÃO – UMA VISÃO A PARTIR DAS MONTANHAS

As montanhas me ensinaram que a excelência deve ser praticada vinte e quatro horas por dia…

Veja os doze princípios que podem nos guiar nesta jornada.

1   Entender o negócio
2. Não ser precipitado
3. Aprender com os erroskantek cruz
4. Preparar-se adequadamente
5. Dividir para realizar
6. Não subestimar os inimigos
7. Planejar todas as ações
8. Ser humilde e ajudar a quem precisa
9. Marcar presença
10. Celebrar as vitórias
11. Saber agradecer
12. Saber concluir

Com uma mistura da vida corporativa e a vida da montanha, surgem estes doze princípios da excelência, que apesar de simples, são a chave da gestão. É através do entendimento e da prática deste princípios que poderemos chegar ao Topo em segurança.

Esta palestra resume o aprendizado obtido na montanha e nas organizações, por J. Kantek durante longos anos de atividade.

Quer escalando altas montanhas, quer conduzindo empresas –  acertando o objetivo muitas vezes e errando outras tantas –  hoje, com a experiência acumulada de algumas décadas, esta palestra tem como objetivo mostrar que a excelência deve ser perseguida todos os dias de nossa vida…

 

 O caminho da conquista 

Esta palestra conta a história de uma aventura na montanha, que ao tentar realizá-la em 1999, J. Kantek não obteve sucesso.

E foi a partir da analise do fracasso e a criação de um planejamento estratégico extremamente detalhado que em 5 anos, J. Kantek voltou a montanha.

Desta vez, a determinação e a superação de todos os limites, inclusive a própria vida, fez de J. Kantek um vitorioso. Realizou integralmente seu sonho e conquistou o Aconcágua no dia 19 de fevereiro de 2004 às 16:20 h.

Foi fácil ? Não. Na realidade foi extremamente difícil.

Nesta palestra serão discutidos os aspectos de planejamento estratégico, superação e resultados, de liderança, de trabalho em equipe nos cenários adversos e a necessidade de tomar decisões, mesmo sem ter a informação completa e de foco nos negócios.
Como no mundo dos negócios, os vencedores são aqueles que sabem superar os desafios e tem a determinação para inclusive doar-se completamente. E são estes gestores que através de sua determinação e liderança, fazem com que o ambiente nas empresas que atuam seja dinâmico, acolhedor, propicio ao aprendizado contínuo, aonde todos possam crescer junto com a organização.

Basicamente a palestra está assim dividida:

  1. Geografia da montanha, a partir da formação da terra e a criação das cordilheiras. Assim como nas Organizações precisamos conhecer o mercado e os fatores externos, na montanha este tipo de informação é vital para o sucesso.
  2. Cultura da montanha – os grandes desafios – os 7 maiores cumes do mundo por continente. Na vida empresarial são muitos os desafios que nos levam ao sucesso. Definir o caminho já é meia vitória. A partir daqui devemos ter foco e disciplina, pois o caminho já está traçado.
  3. Expedição 1999 – Analise do fracasso. Nas nossas organizações a cultura do castigo não nos permite o erro, mas é necessário quebrar este paradigma para podermos aprender e sair na frente da concorrência. Só não erra quem não faz. O aprendizado em cima do erro é uma ferramenta eficaz para nosso crescimento.
  4. Divisão clássica de como conquistar uma montanha: Aproximação, Aclimatação e o Ataque. O estudo aprimorado de todas as etapas de um processo é a base de todas as conquistas. Quando queremos atingir um grande objetivo, devemos fragmentá-lo para poder acompanhar melhor os resultados e fazer as devidas correções, quando necessário.
  5. Expedição 2004 – Planejamento, determinação e muito treinamento. A fase de preparação é a força que levamos em qualquer empreendimento para conseguir conquistar os objetivos. Uma boa preparação nos deixa fortes para trilhar o caminho definido.
  6. Inicio na cidade de Mendoza – Data: 05/02/2004. Na vida empresarial também às vezes precisamos fazer um sabático em nosso benefício. Um pausa para descanso nos deixa mais fortes que o inimigo.
  7. Entrada no Parque Provincial do Aconcágua. Quando damos o primeiro passo, se for na direção certa, já de certa forma somos vitoriosos. Mas, nesta hora, nosso grande desafio está apenas começando. A partir deste ponto, a responsabilidade é só nossa e a única ajuda que podemos e devemos pedir é a de Deus.
  8. Parede Sul – Um lugar aonde muitos profissionais da montanha perderam a vida. Nem tudo na nossa carreira são flores. Existem certos desafios que não podem ser deixados de lado, independentemente do grau de dificuldade. Nestas horas devemos ficar mais atentos.
  9. Avalanches. A concorrência nunca nos deixa em paz…
  10. Acampamento base – Uma sociedade diversificada – como Babel – mas que funciona. Num mundo aonde a diversidade está cada vez mais sendo considerada, não podemos querer passar por cima de nosso acampamento base na nossa organização.
  11. Sete dias no processo de aclimatação no Acampamento Base. Respeitar as leis da natureza é um princípio que nunca pode ser deixado de lado.
  12. Tempestades de vento – Invisíveis e muito perigosas. As forças de mercado nunca estão estampadas na primeira página dos jornais… nem as oportunidades.
  13. Acampamentos avançados – Início do Ar Rarefeito. No mercado altamente competitivo, as empresas sentem a falta de oxigênio. É preciso ter estratégias de permanência.
  14. Ataque ao Cume – Só poucos e loucos por aventura se atrevem. Os líderes sempre são poucos, mas são os que fazem a diferença e a história.
  15. O retorno – É aqui que 96% dos desastres acontecem. O planejamento tem que ser completo. As montanhas se sobem e se descem. Chegar ao topo é só 50% do projeto.
    .
  16. Experiência com a morte – Única e muito forte.
  17. Como um resgate pode ter sucesso. Uma equipe sempre é mais forte que um indivíduo. A solidariedade humana pode realizar milagres.
  18. Saída do Parque. Os processos devem ser levados até o seu fechamento, independentemente de se terem alcançados os objetivos.
  19. A Celebração. Missão cumprida
  20. Balanço da aventura. Um saldo altamente positivo e um aprendizado de vida.

Será apresentado no final um modelo conceitual a respeito do planejamento individual estratégico necessário às nossas conquistas individuais pessoais e profissionais.

quadro sucesso

Principais Temas

  • Trabalho em Equipe
  • Motivação
  • Estratégia
  • Planejamento Estratégico
  • Crescimento Pessoal
  • Relações Interpessoais
  • Planejamento
  • Aventura
  • Realização de Objetivos
  • Metas
  • Tomada de Decisões
TOP